segunda-feira, 5 de setembro de 2011

Ato de escrever




Escrevo para compreender o eu
o nosso 
o seu

Escrevo para brincar de poeta
de Vinicius 
de Abreu

Escrevo falando pra ti
de mim
 sem fim

Escrevo olhando o futuro
sem rumo 
no muro

Escrevo fazendo rimas
pequenas 
nas linhas


Escrevo poemas de amor
sozinho
não estou


Escrevo para o outro
de dentro 
do corpo

Escrevo sem escrever
pensando 
em você

Escrevo continuo a escrever
só vou parar
quando...!
Não vou parar!!




Caio Alves
e uma pequena,mais fundamental ajuda de Sinalva Gesângela.
Postar um comentário