segunda-feira, 30 de maio de 2011

Em visita ao Uruguai, Dilma anuncia integração na área de infraestrutura


Em visita ao Uruguai nesta segunda-feira (30), a presidente Dilma Rousseff firmou acordos que classificou de "estratégicos para a aliança regional e para o desenvolvimento dos dois países". Um monitoramento mais frequente do comércio bilateral e conversas mais frequentes entre os dois governantes foram defendidas por Dilma.

A presidente brasileira viajou acompanhada de sete ministros, que assinaram acordos bilaterais de cooperação com seus colegas uruguaios. Acompanharam Dilma: José Eduardo Cardoso, ministro da Justiça, Paulo Bernardo, das Comunicações, Alfredo Nascimento, dos Transportes, Ana de Hollanda, da Cultura, Aloísio Mercadante, da Ciência e Tencologia, Antônio Patriota, das Relações Exteriores, Mário Negromonte, das Cidades e Márcio Zimmermann, secretário executivo do ministério de Minas e Energia.

A presidente anunciou que a reativação da ligação ferroviária entre os dois países deve ser reestabelecida até o fim do ano. Uma linha de transmissão de energia com capacidade de 500KW também será construída até 2013. "A criação de um sistema conjunto de energia no Mercosul é muito importante", declarou José Mujica, presidente do Uruguai.


Dilma ainda falou da necessidade de se criar um marco regulatório que permita o desenvolvimento de uma estratégia comum para a região em energia. "No longo prazo, precisamos de um marco jurídico estruturante e de longo prazo para a energia elétrica. No curto prazo, daremos a segurança energética que o Uruguai precisa com uma linha de transmissão de 500KW", defende.

O presidente uruguaio também defendeu a criação de uma universidade na fronteira entre os dois países. "Para o desenvolvimento da região, é essencial que se compartilhe a inteligência profissional e o conhecimento", afirmou.

Dilma ainda anunciou a construção de uma hidrovia ligando os dois países. "Somando esforços e atributos geográficos, teremos 1,2 mil km ligando a Lagoa Mirim e a Lagoa dos Patos, que será mais um canal de escoamento que aproxima os dois países", disse Dilma.

Ainda reforçando a ligação física entre os dois países, Dilma anunciou a aceleração das obras da segunda ponte sobre o Rio Jaguarão, que ligará a cidade brasileira de Jaguarão à vizinha uruguaia Rio Branco.

Padrão Brasileiro
A visita de Dilma ao país vizinho começou pelas instalações do Laboratório Tecnológico do Uruguai (Latu), o principal centro de desenvolvimento tecnológico do país, onde foi inaugurado o laboratório de TV digital para capacitar funcionários e trocar informações sobre o tema.

O laboratório recebeu equipamentos técnicos doados pelo Brasil avaliados em US$ 600 mil. Em dezembro, o governo do Uruguai decidiu adotar o Sistema Brasileiro de Televisão Digital (ISDB-T) apesar do governante anterior, Tabaré Vázquez ter optado originalmente pelo sistema europeu (DVB-T).


Fonte:Globoesporte.com

Postar um comentário