quinta-feira, 9 de junho de 2011

Ator e diretor Wolf Maya é condenado por injúria racial

Foto: Divulgação

Diretor é condenado por injúria racial

Redação CORREIO

O ator e diretor Wolf Maya foi condenado a dois anos e dois meses de prisão pelo crime de injúria com conotação racial contra um técnico de iluminação que trabalhou em uma de suas peças.

De acordo com a sentença, Maya foi condenado por ter ofendido Denivaldo Pereira da Silva ao chamá-lo de "preto fedorento que saiu do esgoto com mal de Parkinson". Maya negou a acusação.

A condenação, em primeira instância, foi definida pela pelo juiz Abelardo de Azevedo Silveira, da 2ª Vara Criminal de Campinas (93 km de SP).

O técnico afirma que o diretor ficou furioso porque houve um erro em 12 de agosto de 2000, quanso Silva cuidava da iluminação da peça 'Relax...It's Sex'.

Postar um comentário