terça-feira, 12 de julho de 2011

BNDES desiste, e Abílio suspende fusão Pão de Açúcar/Carrefour

O empresário Abilio Diniz suspendeu nesta terça-feira (12) a proposta de fusão do Pão de Açúcar com o Carrefour, pouco depois do Bando Nacional de Desenvolvimento Econômico e Social (BNDES) ter divulgado nota cancelando o apoio à proposta de fusão.

Em nota, a Gama/BTG Pactual, sociedade criada somente para negociar a fusão entre as redes, disse que decidiu por uma suspensão temporária da fusão por conta da manifestação do Conselho de Administração da rede francesa Casino, que em reunião nesta terça rejeitou os termos da operação.

O grupo francês Casino acusou Abilio Diniz de agir de maneira ilegal. Segundo o grupo, o investimento feito no Pão de Açúcar previa o direito de controlar a companhia a partir de 2012 e a fusão com o Carrefour prejudicaria isto. O grupo francês é o maior acionista da empresa desde 1999.

A reclamação do Casino também foi o que motivou a retirada do apoio do BNDES, que disse m nota que retirou o enquadramente da operação de financiamento “frente ao comunicado do Conselho de Administração do Grupo Casino (sócio francês do Pão de Açúcar), rejeitando a proposta de associação entre o Grupo Pão de Açúcar e o Carrefour”.

O empréstimo, avaliado em cerca de 2 bilhões de euros, foi solicitado pela Gama 2 SPE Empreendimentos e Participações, representando o Grupo Pão de Açúcar. O banco alegou que não foram atendidas as condições estabelecidas. “Como reiterado em diversas oportunidades, o pressuposto da eventual participação da Bndespar nesta operação era o entendimento entre todas as partes envolvidas”.

(Com informações da Folha e da Agência Brasil)

Postar um comentário