quarta-feira, 27 de julho de 2011

Sem vontade, Vitória perde para o Náutico e se distancia do G-4

Sinal vermelho na Toca do Leão. Se o time brigava para entrar no G-4 há três rodadas, agora a distância para a zona do rebaixamento é mais curta. Situação provocada pela derrota para o Náutico nesta terça-feira (26) por 2 a 0, nos Aflitos, a terceira seguida do time na Série B. Kieza marcou os gols da vitória e o Leão ainda perdeu o zagueiro Maurício, expulso.

Com mais esse tropeço, o Leão caiu para a nona colocação, com 17 pontos - são seis atrás do G-4 e apenas quatro à frente da zona de descenso. Já o Náutico chega aos 23 pontos e assume a quarta colocação. No próximo sábado (24), o Vitória pega o BOA no retorno ao Barradão, enquanto o Náutico faz o clássico contra o Sport na terça (9), na Ilha do Retiro.

A marcação prevaleceu nos dois times no início, o que tornou o jogo truncado. O primeiro lance de perigo foi do Vitória. Aos cinco, Neto Baiano invadiu a área e chutou cruzado. Susto no goleiro Gildeão, mas a bola saiu pela linha de fundo. Quando chegou ao ataque, o Timbu exigiu de Fernando. Aos nove, Elicarlos mandou uma bomba de fora da área e o goleiro do Leão fez grande defesa.


Vitória não conseguiu se impôr e saiu derrotado pelo Náutico dos Aflitos

Com os times mais soltos em campo, as chances apareceram. Aos 14, Everton desviou a bola rumo ao travessão de Fernando, enquanto o goleiro Gildeão parou cabeçada de Alison aos 16. Levemente superior, os donos da casa aproveitaram uma desatenção da defesa rival para abrir o placar. Aos 23, Neno colocou a bola na área, Everton fez o corta-luz e deixou Kieza completamente livre para marcar.

Após o gol, o Náutico recuou e o Vitória foi em busca do empate. Mas Neto Baiano e Marcelo pareciam estar fora de sintonia e erravam quase tudo. Do outro lado, o time da casa assustava nos contragolpes. Aos 41, Rogério subiu livre na área e cabeceou, mas Fernando fez nova intervenção.

Para mudar o panorama no segundo tempo, Ricardo Silva promoveu a entrada de Rildo. A ideia era dar mais velocidade e segurar as investidas do Náutico pelos lados. Mas os planos do Vitória foram por água abaixo logo aos cinco minutos. Três minutos depois de receber cartão amarelo, Maurício recebeu o vermelho por falta e deixou a equipe com um a menos.

Depois de um certo equilíbrio nas chances, o Vitória recebeu outro golpe aos 18, quando Zé Luís derrubou Kieza na área e o árbitro assinalou em cima do lance. O próprio atacante foi para a cobrança, deslocou Fernando e marcou o seu segundo gol na partida. Para reagir, o Vitória dependia da cobranças de falta de Lucio Flávio. Já o ataque não mostrava eficiência para levar perigo ao gol de Gildeão.

Com o placar a seu favor, o Náutico tocava a bola sem preocupação e buscava os espaços na defesa adversária sem pressa. Aos 29, Rogério girou rápido na entrada da área e chutou por cima do travessão de Fernando. Aos 32, Rildo tentou diminuir. Ele invadiu a área, mas foi travado na hora do chute. No fim, Fernando ainda espalmou chute de Airton e evitou o terceiro do Náutico.

Náutico 2 x 0 Vitória - 12ª rodada da Série B
Data: 26/07/2011 (terça-feira), às 21h50
Local: estádio dos Aflitos, no Recife
Arbitragem: Sandro Meira Ricci (DF), auxiliado por Ciro Junqueira (DF) e Carlos Manzolillo (DF)

Náutico: Gildeão; Neno (Gustavo), Marlon, Diego Bispo e Airton; Everton, Elicarlos (Auremir), Derley e Eduardo Ramos; Rogério (Philip) e Kieza. Técnico - Waldemar Lemos

Vitória: Fernando; Nino, Alison, Maurício e Chiquinho; Rodrigo Mancha (Neto Coruja), Zé Luís, Geraldo (Léo Fortunato) e Lucio Flávio; Neto Baiano e Marcelo (Rildo). Técnico - Ricardo Silva (interino)


Fonte:Correio da Bahia

Postar um comentário