domingo, 3 de julho de 2011

Djokovic bate Nadal pela quinta vez e é campeão em Wimbledon

Os dois melhores do mundo se encontraram pela quinta vez em uma final e o atual número um venceu novamente. O sérvio Novak Djokovic, que havia ganhado do espanhol Rafael Nadal nas finais dos torneios de Indian Wells, Miami, Madrid e Roma, somou Wimbledon à sua lista de vitórias.

O jogo também marcou a primeira vitória do tenista de 24 anos contra Nadal em uma partida de cinco sets e sua vitória de número 17 em confrontos diretos (contra 11 do espanhol). Com a derrota, Rafael não repete a dobradinha Roland Garros/Wimbledon que havia conseguido na temporada passada.

Com dois primeiros sets arrasadores, parciais de 6/4 e 6/1, Djokovic abriu bastante vantagem e explorou jogadas mais ousadas que deixaram Nadal sem reação. No terceiro set, porém, o espanhol aproveitou uma queda de intensidade de Djokovic, que começou a mostrar sinais de cansaço, voltou à partida e conseguiu fechar com parcial de 6/1.

O quarto set começou bastante disputado: o primeiro game terminou com vantagem para o sérvio após bola fora (e contestada) de Nadal. No segundo game, Djokovic conseguiu quebrar o saque do adversário, mas Rafael, com uma bola que tocou na rede antes de cair na quadra de Novak, devolveu a quebra. O set continuou tenso, com ambos os jogadores mostrando porque são os melhores do mundo e disputando cada ponto. Djokovic consegue, então, nova quebra de saque e, com 5 a 3, saca para confirmar seu serviço e conquistar o título de Wimbledon. No game final, o espanhol jogou agressivamente, mas cometeu dois importantes erros não forçados. Djokovic manteve a regularidade do bom jogo, fez um belo ponto de voleio e fechou o set após erro forçado do adversário, consolidando o posto de número um do mundo com chave de ouro.

A vitória em Wimbledon marca mais um momento importante no ano praticamente perfeito de Djokovic, que só perdeu um jogo em 2011 (para Federer, na semifinal de Roland Garros) e venceu ao todo 48 com o deste domingo. Na atual temporada, ele já faturou os títulos do ATP 500 de Dubai, o 250 de Belgrado, o Masters 1000 de Indian Wells, Miami, Madrid, Roma, Aberto da Austrália e agora Wimbledon.

Agora, os próximos objetivos são a Copa Davis e o US Open (onde ele perdeu nas finais em 2007 e 2010), no final de agosto e novamente nas quadras rápidas.


Fonte:iG

Postar um comentário